..

terça-feira, 25 de setembro de 2012

itatiaia patrulha


REPÓRTER EUSTÁQUIO RAMOS:  A AMANDA ANTUNES está voltando do
AEROPORTO INTERNACIONAL de BELO HORIZONTE, em CONFINS. Foi lá cobrir uma
ocorrência. Avião caiu? Não. Teve problema lá com atraso de voo? Também não. Teve
problema na estrada, a estrada ficou fechada, os passageiros não conseguiram chegar? Nada
disso. Teve pancadaria no aeroporto internacional de BELO HORIZONTE. Pancadaria. É isso
mesmo AMANDA? Boa tarde!
AMANDA ANTUNES:  Isso mesmo EUSTÁQUIO. Boa tarde. Isto mesmo, quatro
pessoas foram detidas hoje no AEROPORTO INTERNACIONAL de CONFINS, na Grande BH.
Os envolvidos são dois taxistas e dois motoristas conhecidos como piolhos.
REPÓRTER EUSTÁQUIO RAMOS:  São aqueles motoristas particulares que andam
em caros bonitos, não é?
AMANDA ANTUNES:  Isto. Eles chegaram a agredir fisicamente na frente dos
passageiros. Eu vou conversar agora com um dos envolvidos, o taxista, ele não será
identificado. Ele vai contar o porquê da briga.
CIDADÃO NÃO IDENTIFICADO:  O que aconteceu foi o seguinte, nós trabalhamos
com taxi aqui no aeroporto, nós somos credenciados, nós temos altas despesas aqui no
aeroporto com a INFRAERO e nós não estamos conseguindo trabalhar porque o pessoal
clandestino, que faz transporte clandestino, conhecidos como piolho, eles estão tomando
conta do aeroporto. A POLÍCIA MILITAR, aqui no aeroporto, o que ela pode fazer ela faz. Só
que muitas vezes a gente vê que o material humano que eles tem às vezes é pouco. São
poucos militares para tomar conta do aeroporto. O nosso aeroporto, todo mundo tá vendo que
o movimento é enorme, então como é que eles vão fiscalizar estacionamento e esse pessoal?
E a confusão hoje foi o seguinte: eu tava no meu carro esperando passageiro quando
um desses piolhos começou a chamar os passageiros que vinham em direção ao táxi. A
principio quem estava no ponto era um colega meu taxista. Foi chamar a atenção de um dele
começou a criar caso discutindo com o colega. Eu também fui lá e falei: ô companheiro você tá
errado, chamando passageiro aqui no ponto de táxi, seu carro não é táxi, não é nada, você é
piolho aquele negócio todo. E começou a discussão com esse elemento e um colega meu.
Quando fui surpreendido por um outro piolho também que me deu uma pesada nas costas. Ai
começou a confusão no aeroporto. E por esse motivo eu fui levado para a POLÍCIA MILITAR
do aeroporto. Fiquei lá até agora, sem almoço. Isso aconteceu às 11 horas, agora que
apareceu uma viatura para nos levar pra aqui, para a delegacia da POLÍCIA CIVIL de
CONFINS.
Agora, eu não entendo um aeroporto internacional não ter uma viatura para fazer o
transporte da gente pra cá. Eu tô aqui sem almoçar até agora.
AMANDA ANTUNES:  Agora, a blusa do senhor está suja de sangue. Tudo isso
durante a briga que os senhores tiveram?
CIDADÃO NÃO IDENTIFICADO: Realmente teve a confusão porque na hora que eu
tomei a pesada nas costas, você ta vendo a marca, ai eu não tive outra opção a não ser me
defender, juntou os dois contra mim. E nisso ele machucado, eu sai machucado, machuquei as
vistas, meu óculos quebrou, nem sei onde tá meu óculos, tô com uma dor debaixo do braço
tenho que procurar um médico para ver o que é isso. CONTINUAÇÃO DO COMUNICADO Nº 812.2012/DInt DE 24SET2012-SEG          FL.: 02/03
Agora o que não pode é continuar do jeito que tá, porque se for lá agora eles chegam a
fazer ponto, eles estão fazendo ponto de piolho, ponto de tudo lá.
REPÓRTER EUSTÁQUIO RAMOS:  Ô AMANDA, não foi briguinha qualquer não, foi
pancadaria, tapa pra lá, tapa pra cá, ponta pé, o próprio taxista disse ai que rançou sangue.
AMANDA ANTUNES:  Lamentável, né EUSTÁQUIO. Na frente dos passageiros de
outros estados.
REPÓRTER EUSTÁQUIO RAMOS: Na frente dos passageiros, porque os táxis ficam
ali exatamente naquele ponto de embarque e desembarque, onde chegam os táxis os carros
particulares par deixar as pessoas. É uma vergonha para o nosso estado de MINAS GERAIS.
AMANDA ANTUNES:  EUSTÁQUIO, vamos ouvir agora o outro lado do motorista
particular conhecido como piolho.
CIDADÃO NÃO IDENTIFICADO: Eu estava no saguão do aeroporto conversando com
dois rapazes quando de repente chegou um taxista, não sei o nome dele, ele não está aqui no
momento. E simplesmente chegou gritando para as pessoas que estavam conversando
comigo para não andar comigo que eu sou clandestino, isso e aquilo, eu tava batendo papo
com os rapazes quando de repente um outro taxista chegou me agredindo com palavras e me
deu uma cabeçada no nariz, me deu um soco, onde eu fui afastando de repente ele avançou
no aeroporto correndo atrás de mim na saguão do aeroporto, onde ele me agrediu novamente.
Ai outras pessoas vieram separar a briga, ai veio outro taxista também se envolver na
confusão toda. Então o que acontece, nós somos motoristas, temos empresas registradas,
vocês podem confirmar, minha empresa é registrada, eu pago imposto, eu pago funcionário,
eu pago todos os impostos que uma empresa tem que pagar, entendeu? Mesmo gasto que ele
tem no aeroporto eu também tenho. Com funcionário, com contador, com impostos, tudo.
Atendemos várias empresas. Temos também os  clientes particulares, pessoas que uns vão
informando para os outros e a gente atende.
AMANDA ANTUNES:  Agora segundo o taxista, ele usou um termo algumas vezes
durante a entrevista de piolho, porque isso?
CIDADÃO NÃO IDENTIFICADO: Piolho é um nome usado realmente para transporte
clandestino que eles usam no aeroporto, eu não sei porque esse motivo, entendeu, só que eu
não trabalho com transporte clandestino, trabalho com empresa.
AMANDA ANTUNES: Quê que vocês esperam daqui pra frente, porque vocês chegou
a uma situação que houve agressão física. Para continuar o trabalho amanhã, que não haja
mais isso ou vocês acreditam que a situação pode até piorar, de imediato o que vai ser feito,
reunião, o que pode ser feito?
CIDADÃO NÃO IDENTIFICADO: Se vai ter uma reunião eu não sei, mas acredito que
não vai dar em nada não até porque já tem mais de cinco anos que trabalho no aeroporto
então assim, não é a primeira e nem será a última.
AMANDA ANTUNES: É a primeira agressão física que ocorre?
CIDADÃO NÃO IDENTIFICADO: Houve outra, entendeu, até os próprios taxistas do
aeroporto eles mesmo se envolvem em confusão, entendeu. Quantas vezes eu já vi. Tem
clientes nossos que não andam com taxistas de jeito nenhum pelo fato dos veículos estarem
em péssima condição de uso, então assim são essas algumas coisas que acontecem no
aeroporto, entendeu. Eles usam do artifício deles, nós vamos usar os nossos.

AMANDA ANTUNES: EUSTÁQUIO, esse foi o motorista particular, os outros quatro
foram ouvidos e liberados.
REPÓRTER EUSTÁQUIO RAMOS: Ô AMANDA agora uma versão diferente do outro,
o taxista disse que foi agredido primeiro, o piolho ou motorista particular também disse que foi
agredido primeiro.
AMANDA ANTUNES: Cada um com sua verdade.
REPÓRTER EUSTÁQUIO RAMOS:  Cada um com sua versão com sua verdade e
tomara que.... E da justiça a gente sabe que não vai dar nada pra eles, foi briga, vias de fato e
pelo menos uma ocorrência, que eles vão à delegacia e vão também a algumas audiências na
justiça para que isso não aconteça mais.
AMANDA ANTUNES:  A informação que tive é que não foi a primeira vez e pela
conversa deles parece que não foi a última não EUSTÁQUIO.
REPÓRTER EUSTÁQUIO RAMOS:  AMANDA ANTUNES, obrigado por sua
participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você quiser usar livremente os comentários deste Blog, terá que se submeter a algumas pequenas normas de conduta, elaboradas para manter a ordem da discussão e evitar poluição do espaço com assuntos fora do contexto.

Por isso, ao comentar nos artigos deste Blog, você automaticamente aceita os termos abaixo:

- Não saia muito do tema do tópico. Os comentários são feitos, como o nome diz, para comentar o texto que foi publicado.
- O espaço dos comentários não é lugar para fazer perguntas ou tirar dúvidas, pois o sistema de busca do Blog não funciona nele, o que dificulta a pesquisa posterior por outros usuários com a mesma dúvida. Para isso, o melhor é usar o e-mail contatoblogdarenata@yahoo.com.br

- Não exija que moderadores/administradores respondam à perguntas nos comentários. Como já foi dito, não é o lugar.

- Não reclame da moderação dos comentários, pois não é o lugar. Para isso, você tem um espaço especial - contatoblogdarenata@yahoo.com.br

- Se seu comentário ficou na moderação automática, não considere isso uma ofensa pessoal. Há várias razões para o sistema moderar uma mensagem. Em caso de dúvida, contate a administração do Blog. Teremos o maior prazer em resolver seu problema.

- Não serão publicados comentários que citem nomes, apelidos ou qualquer outra forma de identificação das pessoas denunciadas.

Críticas e sugestões sobre o Blog, seus editores ou a respeito do conteúdo devem ser feitas diretamente por email. Estamos sempre abertos a opiniões contrárias, desde que sejam visivelmente com o intuito de contribuir com o blog


- Opiniões contrárias são bem aceitas, desde que feitas com educação e coerência.

- Não escreva em LETRAS MAIÚSCULAS o texto todo.

- Não faça comentários repetitivos em artigos diferentes, ou eles poderão ser considerados como flood.

- Nunca confunda “democracia” com “escrever o que bem quiser”. Apesar da ilusória visão de que na internet tudo é permitido, há leis que reprimem ilegalidades na rede e por haver responsabilidade jurídica deste Blog, os comentários serão SEMPRE moderados.

- Você tem o direito de nos pedir, a qualquer momento, para que sejam retirados comentários de outros que agridam diretamente a sua pessoa

- Os comentários são lidos e liberados apenas por UM MODERADOR ( Luiz Guilherme), os demais são administradores e não tem acesso aos comentários.

- Alguns comentários destinados aos administradores: Renata, Sd Dolabela e Sgt Wellington são repassados a eles, e respondem desde que o comentarista deixe um e-mail de contato.

- Seja educado. Estar escondido atrás de um computador não dá direito a ninguém de ser diferente do que seria frente a frente.